O portal de notícias de
salgueiro
PESQUISAR NO SITE
 

Economia

Fique atento as últimas notícias de Economia e Negócios; acompanhe as bolsas e as cotações e fique por dentro do mercado financeiro.
Correios pedem verba para atualizar entregas
07/04/2017 15:25

A diretoria dos Correios em Pernambuco pediu recursos extras à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) para montar uma força-tarefa a fim de regularizar o prazo de entrega das encomendas no Estado. É que, mesmo com os esforços realizados no ano passado para acabar com a fila de clientes que buscavam correspondências atrasadas no Complexo Operacional do Bongi, 20 mil pacotes já estão novamente represados no local. Para não repetir os atrasos no setor de cartas, os Correios ainda investiram mais de R$ 13 milhões na construção de um novo Centro de Tratamento de Cartas (CTC) em Jaboatão dos Guararapes.

“Não conseguimos mais trabalhar com a agilidade devida ao cidadão, porque não temos fôlego, mas estamos tentando recuperar a confiança da população”, afirmou o diretor regional dos Correios em Pernambuco, Pedro Mota, que enviou um ofício à administração central da estatal pedindo soluções para a demanda represada.

A ideia é que seja montado um esquema semelhante ao que liberou 80 mil encomendas atrasadas do Bongi do ano passado por meio de um alargamento temporário do expediente dos carteiros e do emprego de funcionários da área administrativa na área de encomendas.
 

Hoje, no entanto, faltam colaboradores e verba para a realização dessa força-tarefa. Por isso, a diretoria pediu um reforço orçamentário para pagar horas extras aos carteiros. E a expectativa é de que, caso os recursos sejam liberados, os atrasos sejam solucionados em um prazo de 15 a 30 dias. “Encaminhamos o ofício na segunda-feira e estamos esperando uma resposta de Brasília”, informou Mota.

Cartas

Ontem, os Correios também inauguraram um novo Centro de Tratamento de Cartas de Pernambuco (CTC) em Jaboatão dos Guararapes. Com isso, o galpão do Bongi será usado exclusivamente para o serviço de encomendas e o serviço de cartas será realizado de forma mais célere no novo empreendimento.

É que os Correios trocaram a atual máquina de tratamento de cartas por três novos equipamentos, que custaram R$ 13 milhões e prometem separar as cartas com mais agilidade e detalhamento. “Isso vai triplicar o nosso processo produtivo, que tratava 36 mil correspondências por hora e agora passará dos 100 mil”, contou o diretor, lembrando que Pernambuco cuida das próprias cartas e também das cartas da Paraíba. 
Fonte: Folha PE
Seja o primeiro(a) a comentar!

Deixe seu Recado

Nome
E-mail
Mensagem
Enviar
Rua Martinho Luiz Vieira, Nº 236, Bomba - Centro - Salgueiro - PE - Tel: +55 (87) 3871-2007
sg10Salgueiro@hotmail.com